“Má feminista”: a coragem de Roxane Gay de declarar-se uma ativista desastrosa

"Eu estou falhando como mulher. Eu estou falhando como feminista. Tenho opiniões apaixonadas sobre igualdade de gênero, mas me preocupo em aceitar livremente o rótulo de 'feminista'". É assim que Roxane Gay, escritora, blogueira e professora americana inicia seu discurso no TED em 2015 (vídeo no fim desta resenha) meses depois de concluir seu livro "Bad … Continue lendo “Má feminista”: a coragem de Roxane Gay de declarar-se uma ativista desastrosa

Paulina Chiziane, primeira moçambicana a publicar um romance, estará na Flipoços nesse fim de semana

Um homem moçambicano. Polígamo, como admite a cultura de seu país, mas que vive relacionamentos não oficiais por ser casado pela religião católica - uma herança não solicitada de uma colonização europeia. Esse é Tony, personagem do romance "Niketche", de Paulina Chiziane. Tony, no entanto, não é o personagem principal desta trama, mas Rami, sua … Continue lendo Paulina Chiziane, primeira moçambicana a publicar um romance, estará na Flipoços nesse fim de semana

“Rita Lee: uma autobiografia” e a mais completa versão de Rita

Alô, alô, Marciano! Se você, gostando ou não de Rita Lee, gosta acima de tudo de música e ainda não leu essa autobiografia recém-publicada, saiba que está perdendo tempo. Aos fãs da cantora, não há nada mais feliz do que uma obra criada por ela mesma, né? Pertença você a qualquer um desses grupos, siga … Continue lendo “Rita Lee: uma autobiografia” e a mais completa versão de Rita

“Você é minha mãe?”: drama, psicanálise e memórias em quadrinhos

É bem provável que você nunca tenha ouvido falar sobre ela, mas já deveria: Alison Bechdel é uma cartunista americana de 56 anos que está em atividade desde 1983 e possui dois livros publicados. Conhecida por sua série de tirinhas Dykes to Watch Out For, Alison publicou seu primeiro livro em 2007: Fun Home foi apontado … Continue lendo “Você é minha mãe?”: drama, psicanálise e memórias em quadrinhos

Nasce uma escritora: breve relato sobre o lançamento do primeiro livro da sergipana Mônica Meira

Na noite da última quarta-feira a Livraria Escariz localizada em um agradável bairro de Aracaju era palco de um nascimento: ali ganhava vida um sonho e também uma escritora. Porque é assim: não importa há tanto tempo você escreva e desempenhe a função de escrever, o sonho de todo escritor é ver seu livro publicado. … Continue lendo Nasce uma escritora: breve relato sobre o lançamento do primeiro livro da sergipana Mônica Meira

Resenha: “Você já é feminista”, organizado por Nana Queiroz

“Tenho completa segurança para abrir este livro declarando: você, leitora, é feminista, mesmo que ainda não saiba disso”. E eu, obviamente, não poderia deixar de abrir essa resenha com a frase de Nana Queiroz, escritora, jornalista e diretora executiva da revista AzMina, que abre o livro “Você já é feminista”. Pode parecer uma pretensão sem … Continue lendo Resenha: “Você já é feminista”, organizado por Nana Queiroz

Resenha: Carta para alguém bem perto, de Fernanda Young

Antes de começar a contar a vocês sobre minhas impressões deste livro, já registro meu pedido de desculpas ao responsável pela capa da edição que li, que é do ano de 1998 (Editora Objetiva). Esse pedido de desculpas faz-se necessário por conta da pequena história que virá a seguir. Enquanto vasculhava a seção de literatura … Continue lendo Resenha: Carta para alguém bem perto, de Fernanda Young

Representatividade, Cinema e Amores Urbanos: conheça Vera Egito, um dos novos olhares do cinema brasileiro

Em maio deste ano, a cineasta Vera Egito levou ao cinema uma porção de reflexões que encontrou (e abraçou, diga-se de passagem) um grande grupo de jovens da atual geração que se viu representado na comédia dramática da paulistana. Quanto tempo dura a juventude? Como lidar com todos os problemas da vida, considerando, principalmente, a … Continue lendo Representatividade, Cinema e Amores Urbanos: conheça Vera Egito, um dos novos olhares do cinema brasileiro