Prostituição: por que alguns feminismos seguem excluindo determinadas mulheres do movimento?

"Sim, queremos tudo, todos os direitos, e para ontem", reivindica Amara Moira, logo no prefácio de "Putafeminismo". Em números, o trabalho sexual no mundo ainda é incerto: estima-se que aproximadamente 42 milhões de pessoas exerçam a função, embora a estatística não distingua os profissionais das vítimas de exploração sexual, como pontua Monique Prada em seu … Continue lendo Prostituição: por que alguns feminismos seguem excluindo determinadas mulheres do movimento?