Dirigido por uma mulher, o curta “Mona” é destaque no Festival Internacional de Cinema Independente

A cidade de Sumaré, interior de São Paulo, sediou pela segunda vez o FESTICINI – Festival Internacional de Cinema Independente, que tem como principal objetivo promover a difusão e a democratização da produção audiovisual independente nacional e internacional. Realizado de 16 a 30 de setembro, recebeu 610 inscrições e selecionou 55 produções de 18 países diferentes. Além das categorias de longa, média, curta, documentário e animação, o festival também premiou os principais profissionais envolvidos nas produções cinematográficas. 

trofeu-festicini-foto-edson-silva

Os ganhadores receberam o troféu FESTICINI, criado especialmente para o evento.

Apesar de apenas uma mulher ter sido premiada – Viviane Castelleone na categoria de Melhor Figurino da produção Aspirina para Dor de Cabeça – entre 18 categorias existentes, algumas mulheres foram destaque no festival, como é o caso de Lorena Sopi, diretora do curta-metragem Mona. Produzido em Kosovo, o curta concorreu na categoria Melhor Música Original com outras cinco produções, sendo do Brasil, Irã, Colômbia e duas da Espanha. Kosovo é um dos países dissidentes da antiga Iugoslávia e, embora seja independente desde 2008, ainda não é reconhecido por várias nações e entidades, como a Organização das Nações Unidas (ONU) e o próprio Brasil.

“Eu acredito que, além de nos fortalecermos como povo, moldando e resgatando nossa própria cultura e identidade, a arte e o esporte têm papel fundamental para que o mundo nos conheça e nos reconheça como uma nação. Estamos tentando abrir os olhos do público. Uma parte não sabe onde nosso país fica ou nunca ouviu falar. A outra acha que Kosovo é uma arena de guerra, um lugar onde apenas crimes, dor e terror são realidade. O mundo nunca viu o verdadeiro Kosovo ou talvez nunca quis ver o lado belo de meu país”, comentou a diretora.

Ao citar o esporte, Lorena Sopi refere-se ao bom desempenho que seu país teve nos Jogos Olímpicos realizados no Rio de Janeiro neste ano. Mesmo sem ser reconhecido oficialmente como país, Kosovo conquistou um lugar de destaque graças a judoca Majlinda Kelmendi, medalha de ouro na categoria até a categoria até 52kg, a primeira da história do país.

“Portanto, a arte é algo diferente. Como diz meu pai, que também é diretor, ‘a arte é a zona frágil entre a vida e a morte’. Morte esta que vai além do sentido da vida. É uma zona de dimensões desconhecidas. Através da arte damos aos outros a nossa dor, a nossa esperança e, sobretudo, o nosso amor. A arte será sempre uma alternativa para a vida que sonhamos. Algum tipo de tratado para nossas esperanças. Por isso, a comunicação e o reconhecimento de nosso país em todas as formas de arte são, para mim, de uma importância fundamental”, disse.

Mona

O curta de ficção conta a história de uma bailarina chamada Mona, que vê no palco durante um ensaio uma garota muito parecida com ela. A protagonista, então, corre para conhecê-la, mas a garota foge. Mona a procura pelas ruas da cidade e, quando vê a garota cruzando por entre os carros, a persegue. Um acidente acontece. Filmado em apenas um dia, o roteiro do filme foi inspirado na vida da própria diretora, que durante seus longos ensaios de balé, chegava a ter algumas visões, distorções da realidade, por conta da exaustão. Segundo Sopi, Mona foi feito em um momento em que ela vivia um grande dilema em sua vida.

“O filme foi desenvolvido para um projeto escolar. Eu estava em uma fase difícil, em dúvida sobre o que fazer do meu futuro, dividida entre continuar sendo bailarina contratada pelo Teatro Nacional de Kosovo ou me dedicar ao cinema. Foi então que descobri Mona, e isso me abriu horizontes, já que consegui mesclar minhas duas paixões”, conta.

Deixe seu comentário pra gente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s